Keren Kayemet LeIsrael - KKL Brasil


Evento

KKL decora o Knesset na celebração de seu 67° aniversário com muito verde

“KKL conecta as pessoas às suas raízes e à natureza.”

 

O KKL participou das festividades em celebração ao 67° aniversário do Knesset, distribuindo milhares de mudas de ervas verdes para os visitantes que tomaram parte em uma infinidade de atividades no Knesset, durante todo o dia, incluindo pintura de areia, um visor gigante de Lego do edifício, manifestações de judô e karatê, aulas de spinning, discussões abertas sobre questões de interesse público, e apresentações musicais.

 

Uma grande tenda branca foi criada na saída do Knesset, os visitantes foram recebidos por entusiasmados voluntários do serviço nacional do KKL que os presenteou com pequenos vasos contendo manjericão, alecrim, za’atar (hissopo), hortelã e outras variedades de ervas verdes.

 

“Muita gente acha que o KKL terminou o seu papel após o Estado de Israel ter sido criado, que o KKL não é mais necessário. Mas eu digo que não podemos simplesmente ficar no passado, e o KKL ajusta-se às necessidades atuais de Israel o tempo todo “, disse o voluntário do serviço nacional, que estava muito ocupado distribuindo plantas. “O KKL ainda conecta as pessoas às suas raízes e à natureza. As crianças nos dias de hoje são, muitas vezes, conectadas as suas telas de computador ou telefones inteligentes. Queremos levá-los dali e para a natureza. ”

 

“Estamos aqui para lembrar as pessoas da importância de sua ligação com um pouco de verde”, disse o Zehavit Rafaeli do KKL, que dirigiu o projeto de distribuição de ervas verdes com a ajuda de outros funcionários KKL.

 

Goni Liraz voluntário do serviço nacional, disse que os voluntários ficaram felizes por representar a geração mais jovem do KKL, e para lembrar as pessoas dos serviços inestimáveis prestados a toda comunidade.

 

Yuda Atun era todo sorrisos quando ele recebeu sua muda proferida: “É um belo presente para o feriado. Ele nos liga às nossas raízes e nos lembra de estar conscientes da importância de cuidar dos espaços verdes do mundo “, disse ele.

 

Para outros, as mudas foram importantes para a sua utilização culinária e tradições familiares significativos. Roni Shalom de Herzlyia estava feliz com sua muda de za’atar, ele disse que seu pai gosta de polvilhar sobre suas favas.

 

Jaber Ali de Abu , de 17 anos, erguendo a planta za’atar, explicou como tradicionalmente as folhas da planta podem ser usadas cozidas em um chá para acalmar uma dor de garganta.

 

“Isso é mais do que apenas um presente comum”, disse ele. “É um presente que dá de volta algo, não só para mim, mas também para a terra. As plantas dão oxigênio. Ao plantar isso eu sei que eu também estou contribuindo para o meio ambiente onde eu moro. ”

 

Não podemos deixar de citar que o Knesset foi inaugurado em Tu Bishvat de 1949, e um dos primeiros atos foi plantar uma árvore no jardim da casa.

 

Equipe do KKL

 

 

Bara'ah Dereieh e Amani Nabulsi com suas plantas

KKL Serviço Nacional de voluntários Ido e Yonatan

Nenhum comentário

Seus comentários:


Deixe aqui o seu comentário!