Keren Kayemet LeIsrael - KKL Brasil


Artigo

KKL participa do Fórum Global de paisagens de 2015 na COP21

Entre os dias 30 de novembro e 11 de dezembro, 2015, Paris hospedou a 21ª Conferência das Partes (COP) da Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), com a proposta de enfrentar uma das maiores ameaças que a humanidade enfrenta – as mudanças climáticas e o aquecimento global.

 

O Fórum Global de paisagens de 2015 foi a plataforma líder na COP21 que reuniu indivíduos e organizações que têm uma influência sobre o uso da terra. A delegação do KKL participou do fórum, que é o maior encontro à margem da UNFCCC COP21.

 

Uma delegação do KKL composta por Karine Bolton-Laor, Diretora de Relações Internacionais, Johannes Guagnin, coordenador de pesquisa do Departamento de Arborização do KKL e Gil Siaki, membro do KKL, participou do evento juntamente com representantes de vários ministérios, sob a égide do Ministério da Proteção Ambiental.

 

A sessão de abertura contou com a participação da Baronesa Arianne de Rothschild, Presidente da Comissão Executiva da Edmond de Rothschild Group, que discutiu o apoio do seu fundo a projetos de longo prazo nos países em desenvolvimento, especialmente nos domínios da biodiversidade florestal e agroflorestal. Também esteve presente Emanuel Faber, CEO da Danone, empresa internacional de alimentos que apesar de ter aumentado sua produção e vendas, ainda consegue manter suas emissões de carbono no mesmo nível ao longo dos anos e que se comprometeu a investir em novos projetos para compensar suas emissões de carbono.

 

O principal tema do Fórum foi a importância de uma abordagem integrada ou holística, segundo a qual a silvicultura, a água e a reabilitação das terras deve levar em consideração as necessidades sociais, a fim de promover mais uma mudança sustentável. O setor privado reconheceu sua responsabilidade e tem se mostrado ciente de suas consequências financeiras, caso não realize investimentos em capital natural e social.

 

Embora muitos países estejam empenhados na restauração ou reabilitação de terra, eles nem sempre têm as capacidades técnicas e de apoio para fazê-lo, que é onde o KKL irá colaborar. Neste contexto, Karine Bolton-Laor reuniu-se com Joyce Kasyoki do Centro Agroflorestal Mundial, que introduziu a delegação KKL para Purity Wangui Muchai, ativista que lidera uma rede de agricultores no Quênia e que expressou seu interesse em cooperar com o KKL.

 

“A delegação do KKL poderá fazer trabalhos em rede com vários grupos e indivíduos, realizando novos contatos e reafirmando muitas das conexões já existentes”, declarou o coordenador de Pesquisa do Departamento de Arborização do KKL, Johannes Guagnin , que considerou o fórum muito interessante com desafios e oportunidades para o futuro.

 

Fórum Global de paisagens de 2015 na COP21

 

 

Fórum Global de paisagens de 2015 na COP21 Im2

 Johannes Guagnin, coordenador de pesquisa do Departamento de Arborização do KKL e Gil Siaki, membro do KKL

 

 

Joyce Kasyoki do Centro Agroflorestal Mundial, Karine Bolton-Lao KKL e Wangui Muchai, ativista que lidera uma rede de agricultores no Quênia

Joyce Kasyoki do Centro Agroflorestal Mundial, Karine Bolton-Lao KKL e Wangui Muchai, ativista que lidera uma rede de agricultores no Quênia

Nenhum comentário

Seus comentários:


Deixe aqui o seu comentário!