Keren Kayemet LeIsrael - KKL Brasil


Evento

Organização do 4º Seminário de Educação e Identidade Judaica do Norte e Nordeste privilegia o contato com a natureza como forma de educar, visitamos o Mangal das Garças

Vista do alto não há dúvida. Belém é uma metrópole emoldurada pela floresta. Do chão, em meio à modernidade dos prédios e aridez dos asfaltos, a certeza não é tanta. Ao menos que você esteja no Mangal das Garças, que representa um pedaço de toda a riqueza amazônica em plena cidade, um oásis para os que valorizam a natureza.

 

O Parque Naturalístico Mangal das Garças foi criado pelo Governo do Pará em 2005 e é o resultado da revitalização de uma área de cerca de 40.000 metros quadrados às margens do Rio Guamá, nas franjas do centro histórico de Belém.

 

O que antes era uma área alagada com extenso aningal transformou-se em mais um belo recanto de Belém.

 

A transformação foi cuidadosa. O pré-requisito era o aproveitamento máximo das condições paisagísticas da área. A idéia, representar as diferentes macrorregiões florísticas do Pará: as matas de terra firme, as matas de várzea e os campos, com sua fauna. Com lagos, aves, vegetação típica, equipamentos de lazer, restaurante, vistas espetaculares da cidade e do rio, o Mangal das Garças logo se tornou um dos pontos turísticos mais elogiados de Belém.

 

Visitamos o Mangal das Garças Im 1  Visitamos o Mangal das Garças Im 2

 

 

Visitamos o Mangal das Garças Im 3  Visitamos o Mangal das Garças Im 4

 

 

Visitamos o Mangal das Garças Im 5  Visitamos o Mangal das Garças Im 6

 

 

 

Nenhum comentário

Seus comentários:


Deixe aqui o seu comentário!