Keren Kayemet LeIsrael - KKL Brasil


Evento

Recorremos ao folclore para despertar nosso grito de socorro: SALVEM OS RIOS!!!

O folclore é um conjunto de costumes, lendas, provérbios, preservado por um povo ou grupo populacional, por meio da tradição oral.
Abaixo traremos 3 lendas onde os rios tem participação especial, que a preservação de nossa cultura passe pela preservação de nossos rios.

 

Iara: Relatada no Brasil desde o século XVI, a lenda da Iara é parte da mitologia universal, sendo uma variante da figura da sereia. Iara é uma sedutora sereia, que enfeitiça os pescadores com sua beleza e canto e os leva para o fundo das águas. Por vezes ela assume a forma humana completa e sai em busca de suas vítimas.

 

Vitória-Régia: Lenda de origem tupi-guarani, conta que, no começo do mundo, toda vez que a Lua se escondia no horizonte ia folgar com suas virgens prediletas. Se a Lua gostava de uma jovem, a transformava em estrela. Naiá, filha de um chefe e princesa da tribo, ficou impressionada com a história. Quando todos dormiam e a Lua andava pelo céu, Naiá subia as colinas e perseguia a Lua na esperança que esta a visse e a transformasse em estrela. Fez isso por longo tempo, e chorava porque a Lua não a notava. Certa noite, em prantos à beira de um lago, Naiá viu refletida nas águas a imagem da Lua. Pensado que ela, enfim viera buscá-la, Naiá atirou-se nas águas e nunca mais foi vista. Compadecida, a Lua resolveu transformá-la em uma estrela diferente, a “Estrela das Águas”, a planta vitória-régia, cujas flores brancas e perfumadas só abrem à noite, e ao nascer do sol ficam rosadas.

 

Cobra-grande ou Boiuna: A Boiuna ou cobra-grande, é um mito amazônico. A lenda da Boiuna fala de uma descomunal serpente que vive no fundo de grandes lagos, rios e igarapés.Seu corpo lustroso, refle a luz do luar, e seus olhos brilham no escuro como archotes, iludem os pescadores incautos, que, pensando tratar-se de um navio aproximam-se e são devorados.

 

kkl_DIA-DO-RIO-2017_site

Nenhum comentário

Seus comentários:


Deixe aqui o seu comentário!